Total de visualizações de página

terça-feira, 12 de abril de 2011

Coisas de Rock Santi - Sorria um pouco...

Certas vezes eu olho para cima, e vejo o céu...
Um céu azul, da cor dos meus olhos...
Certas vezes eu olho para baixo, e vejo a terra...
Uma terra verde, da cor dos meus olhos...
Certas vezes, os meus olhos castanhos,
se enchem de cores que não são minhas.

Hoje não tem tristeza que me faça duvidar do sorriso...
... E não tem sorriso que me faça duvidar da tristeza.
Pois eu sou uma mistura de sentimentos.

Certas vezes eu me sinto um grande idiota quando estou sorrindo...
.Os meus lábios se entortam de uma forma estranha... Mas algumas vezes,
Sorrir é necessário... Mesmo se a piada, não tenha sido bem contada, ou compreendida...
O sorriso é uma forma de dizer para os outros, que você está alegre por dentro.
Bom mesmo, é quando o teu sorriso contagia... Você sorri, as pessoas olham pra você,
e sem mesmo compreenderem os motivos de tua alegria, elas também passam a sorrir para te acompanhar...
A fórmula do sorriso, contém sempre uma equação difícil de descrever... Existe o sorriso, a risada e a gargalhada escandalosa... Creio que é a gargalhada escandalosa, a que sempre nos pega de surpresa.

Nas gargalhadas escandalosas, as pessoas realizam sons estranhos e inesperados...
Sons que saem de suas gargantas, de uma forma involuntária... É claro que também existem gargalhadas, que nos deixam um tanto preocupados... Alguns ruídos parecem mais, com coisas estridentes...
Muitas vezes, as pessoas emitem gargalhadas cômicas, por assim dizer... As bocas se arreganham de uma forma exorbitante... E as faces realizam caricaturas tão estranhas e engraçadas... É claro que muitas vezes, nós não acompanhamos as pessoas em suas alegrias... Nós na verdade, rimos mesmo, de suas caras engraçadas.

Coisa que sempre causa surpresa, é o fato de, as gargalhadas serem tão inesperadas, é dessa forma que as pessoas se mostram espontâneas... As pessoas sempre estão tentando mostrar uma postura séria e de boa visualização... São essas pessoas que geralmente emitem as gargalhadas mais desajeitadas.

As gargalhadas mais hilárias de todas, são aquelas que são emitidas pelo animadores de televisão... É claro que eles treinam bastante, até encontrar a gargalhada mais propícia, para mostrar na tela... Mas não tem jeito, gargalhadas treinadas ficam ainda, mais ridículas. O homem faz aquela pose para soltar a sua gargalhada... E todos riem.

Existem pessoas que odeiam as gargalhadas mais que tudo... Houve um tempo em que, essas pessoas até fizeram uma espécie de campanha contra a gargalhada... Eu mesmo cheguei a ouvir uma série de comentários, que procuravam suprimir e reprimir esses estranhos impulsos... Mas não teve jeito. Pois, hábitos compulsivos são difíceis de largar. Mas também é fato de que algumas gargalhadas são assustadoras...

A impressão que algumas gargalhadas transmitem... Poderiam até ser incluídas, num quadro de coisas apavorantes... Algumas gargalhadas mostram algo como, um espasmo facial, seguido de ruídos realmente preocupantes.

Certa vez eu cheguei numa roda de amigos, e uma das amigas do grupo estava realizando o ato da gargalhada...Comovido com situação, eu perguntei pra ela, pelo motivo de seu pranto... E todos riram da minha pergunta: - Gente sem coração! Vocês não estão vendo que ela está sofrendo? Disseram todos: Ela não está sofrendo nada... Não vê que ela está sorrindo a valer? As gargalhadas também podem confundir a gente.

Eu conheço uma pessoa que realiza as mesmas expressões faciais, e que emite os mesmos ruídos, quer esteja ela sorrindo, ou chorando... Uma situação delicada essa... Não é possível perguntar com antecedência: - Do que você está rindo? E também não é possível perguntar: -Porque você chora? O certo é esperar para descobrir se o motivo de suas lágrimas são de alegria, ou de tristeza...

Estranho mesmo é quando, ao invés de sorrir... A pessoa chora. Você, após contar pra ela a tua melhor piada, sente vontade de pedir desculpas pra ela... Por ter estragado o seu dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário